Palestra da Semana da Qualidade Hospitalar ressalta 'Pequenos Atos Fazem a Diferença'


A importância da padronização dos processos de trabalho foi focada na oportunidade 

Palestra com o gerente de Desenvolvimento de Pessoas da Santa Casa de Marília, Kedman Elliaquim Lima, realizada na manhã deste dia 11 de novembro (Dia Mundial da Qualidade), no salão de reuniões da instituição, teve como tema central “Qualidade em sua Rotina: Pequenos Atos Fazem a Diferença”.

Fazendo parte da programação da Semana da Qualidade Hospitalar da Santa Casa de Marília, a atividade focou a importância da padronização dos processos de trabalho.

“Não existe gerenciamento sem padronização. É preciso ter uma mentalidade boa, com uma cultura de enfrentamento dos fatos, buscar melhorias e padronizar soluções. Temos que encarar os problemas de forma saudável e as ocorrências como oportunidades de melhorias”, enfatizou Kedman.

Levantar as práticas de como cada um faz, discutir com os envolvidos o que foi encontrado de diferente, seguir o processo, padronizar junto à Qualidade e redefinir a sequência certa de passos críticos com base no resultado esperado são ações fundamentais para garantir serviços de qualidade.

Dinâmica foi realizada com os colaboradores que participaram da palestra e após discussões em grupo, foram passadas algumas conclusões, como a de que as construções das padronizações através de processos consensuais são mais proveitosas, mesmo reconhecendo que devem existir outras impostas hierarquicamente (de cima para baixo) seguindo regras da empresa/instituição.

Ao final da atividade presencial, vídeo trazendo experiências da linha de produção da Toyota e ação solidária potencializada por algumas adequações técnicas, foi exibido para mostrar que a padronização nos processos de trabalho faz a diferença no resultado final.

No período da tarde, também no salão de reuniões da instituição, palestra ressaltou: “Áreas Administrativas: Desafios e Soluções para a Melhoria da Qualidade Hospitalar”, com Luciano Maldonado Felipe, diretor-executivo do Complexo Hospitalar UOPECCAN, mestre em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná, com MBA Executivo em Gestão de Negócios, Controladoria e Gestão Financeira e Marketing e Gestão de Vendas.
A atividade foi extremamente proveitosa no sentido de trazer a otimização de processos para que aconteça uma melhoria contínua impactante na qualidade das ações desenvolvidas dentro de uma instituição.


O Escritório da Qualidade e Segurança do Paciente da Santa Casa de Marília informou que nos próximos dias divulgará a premiação do setor que desenvolveu a melhor Proposta de Melhoria Contínua, com o prazo para a entrega de formulários esgotado no último dia 28.







































Fonte: Assessoria de Imprensa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis