Sessão solene na Câmara celebra os 90 anos da Santa Casa de Misericórdia de Marília


Cerimônia acontece no prédio legislativo  

Sessão solene que acontece neste dia 24 de maio, a partir das 20h, na Câmara Municipal, celebra os 90 anos da Santa Casa de Misericórdia de Marília. O vereador José Carlos Albuquerque (PRB) é o autor do projeto de decreto legislativo para a realização da cerimônia no Legislativo mariliense.

Receberão certificados em reconhecimento aos serviços prestados pela Santa Casa de Marília o provedor Milton Tédde, o 1º vice-provedor Norival Carneiro Rodrigues, o 2º vice-provedor Luiz Antônio Orlando, o secretário geral Wilson Passador, o 1º secretário Luiz Carlos Pfeifer, o 2º secretário Jair Jayme Rubira, o tesoureiro geral Ivan Jacinto Zochio, o 2º tesoureiro Washington Carneiro Guillen, o representante do Conselho Fiscal Issei Sakamoto, o presidente do Conselho de Administração Romildo Raineri Júnior, o superintendente geral Sérgio Stopato Arruda, o superintendente assistencial Márcio Mielo, o diretor administrativo João Luís Castro Vellucci, o diretor clínico Lélio Carli Batista e a auxiliar de enfermagem há 45 anos no hospital Nair Zanoni.

90 anos de história

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Marília, instituição sem fins lucrativos, filantrópica e com sede em Marília-SP, é referência em assistência para toda a região. Fundado em 22 de abril de 1929, o hospital teve como seu primeiro provedor o Sr. Bento de Abreu Sampaio Vidal.

No início de seu funcionamento, a área física construída da instituição abrigava 18 leitos e apenas uma sala de cirurgia. Com o passar dos anos e com o crescimento populacional urbano, a necessidade de se incrementar novos leitos hospitalares foi sentida. A instituição, na pessoa do então provedor e dos demais membros da Irmandade, apoiou essa ideia e em pouco tempo já estava construído um pavilhão central destinado às internações, bem como o prédio que viria a abrigar a antiga maternidade.

Em 1956, assume a provedoria o Dr. Cristiano Altenfelder e Silva. Naquele mesmo ano foi construído o Pavilhão Infantil “Dona Antonieta Altenfelder”, em virtude de uma demanda emergente de atendimento às crianças. No ano seguinte, 1957, foi construído o Educandário “Bento de Abreu Sampaio Vidal”.

Em vista da crescente necessidade de mais leitos hospitalares, foi construído, em 1977, um novo pavilhão hospitalar e também o novo centro cirúrgico, áreas estas mantidas em funcionamento até os dias atuais.

É importante lembrar que a Santa Casa teve também papel de destaque na formação de profissionais médicos, uma vez que serviu de campo para estágios dos alunos da Faculdade de Medicina de Marília.

Está instalada numa área de 25.000 m² e possui 19.870,01 m² de área construída. Conta com 355 médicos no seu corpo clínico e 1.100 funcionários.

A Santa Casa de Marília é atualmente um hospital filantrópico regional de grande porte, de nível terciário e referência para o SUS em especialidades e procedimentos de alta complexidade como ortopedia e traumatologia, cirurgia cardíaca e hemodinâmica, neurocirurgia, oncologia e terapia renal substitutiva, inclusive com a realização de transplantes renais.

Conta com serviços ambulatoriais em diversas especialidades como neurologia, oftalmologia, oncologia clínica e cirúrgica, nefrologia, ortopedia, cirurgia pediátrica, cardiologia clínica e cirúrgica, otorrinolaringologia, vascular, anestesiologia, urologia, cirurgia bucomaxilofacial, entre outros.

Atualmente, para atender a comunidade, a Santa Casa de Marília dispõe da seguinte estrutura: 186 leitos de internação, sendo 39 de UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) adulto e pediátrica, cardiológica e de queimados. O hospital conta com 10 salas no centro cirúrgico e 12 leitos de recuperação pós-anestésica.

O hospital realiza sessões de hemodiálise e é referência em transplantes renais desde 1982. Também possui UTQ (Unidade de Tratamento de Queimados) e é referência no atendimento oncológico, com consultas, sessões de quimioterapia e um grande volume cirúrgico, e em breve contará também com a radioterapia.

O Pronto Saúde atende convênios, particulares e SUS referenciados. Como hospital estruturante, dentro do programa Santas Casas SUStentáveis, do Governo do Estado de São Paulo, a Santa Casa de Marília preza pela qualidade e segurança de seus pacientes.

O Ambulatório de Tabagismo da Santa Casa de Marília é referência e atende pacientes gratuitamente, com índice de aproximadamente 60% de pessoas que conseguem largar o vício.

O atendimento da Santa Casa abrange uma população estimada de aproximadamente 1,3 milhão de pessoas, sendo referência para 62 municípios do DRS IX (Departamento Regional de Saúde).

Através do contrato de gestão, como OSS (Organização Social de Saúde), a Santa Casa de Marília administra o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de São Carlos, oferecendo consultas e exames com utilização de alta tecnologia em equipamentos. O AME funciona como centro de diagnósticos e intervenções terapêuticas em mais de 20 especialidades.

Também destacam-se as atividades desenvolvidas junto aos colaboradores como a campanha interna sobre sustentabilidade ambiental, o programa de ginástica laboral, o evento Pratas da Casa e a premiação Funcionário do Ano. Estas ações institucionais proporcionam a valorização do funcionário e estimulam o seu desempenho profissional.  






Fonte: Assessoria de Imprensa da Santa Casa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis