Cirurgião Marcos Tiveron escreve capítulo no Tratado de Cardiologia da Socesp


Médico destacou o tema "Endocardite Infecciosa" no livro lançado durante o 40º Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

O cirurgião cardíaco Marcos Gradim Tiveron, em conjunto com dois médicos do InCor (Instituto do Coração) de São Paulo, escreveu capítulo sobre “Endocardite Infecciosa” na 4ª edição do Tratado de Cardiologia (Editora Manole), lançado durante o 40º Congresso da Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo), que aconteceu de 20 a 22 de junho, no Transamérica Expo Center. 

De acordo com Tiveron, que atua como cirurgião na Santa Casa de Misericórdia de Marília e no Hospital das Clínicas da Famema (Faculdade de Medicina de Marília), a endocardite acomete estruturas internas do coração e é causada pela infecção decorrente de micro-organismos como bactérias e fungos. “É uma doença complexa e grave que pode levar a diversas complicações e se não diagnosticada e tratada a tempo, tem elevada morbidade e mortalidade”, explicou ele. 

O Tratado de Cardiologia é uma das principais referências de literatura da cardiologia nacional e serve de fonte de estudo para alunos, residentes e médicos com maior experiência que buscam atualização. 

Os capítulos foram escritos por médicos que são referência nos respectivos temas e que representam os mais importantes serviços de cardiologia do país. O livro prima pela qualidade, que pode ser evidenciada pela alta porcentagem de citações a artigos publicados nos últimos cinco anos. 

Como cirurgião cardíaco, Tiveron acompanha pacientes que evoluíram com alguma complicação intracardíaca e que eventualmente possam precisar de tratamento cirúrgico, o que ocorre em cerca de 50% dos casos. “A indicação da cirurgia deve ser bem avaliada por uma equipe multidisciplinar envolvendo o cirurgião, o cardiologista clínico e o infectologista para que seja realizada em tempo hábil, visando a recuperação do paciente. As taxas de cura são altas com a realização deste procedimento”, destacou. 

Com título de doutor pela USP (Universidade de São Paulo) e Residência Médica em Cirurgia Cardiovascular pela mesma instituição, Marcos Tiveron também participa de outros dois trabalhos multicêntricos sobre cirurgia de revascularização do miocárdio e cirurgias em pacientes de alto risco.               






Fonte: Assessoria de Imprensa da Santa Casa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis