Santa Casa de Marília chega aos 92 anos e direção faz agradecimento especial aos profissionais da saúde



Hospital é referência regional em média e alta complexidades e encerrou 2020 com 80% dos atendimentos realizados via SUS 

A Santa Casa de Misericórdia de Marília chega aos 92 anos de fundação neste dia 22 de abril e em período de enfrentamento à pandemia de Covid-19, a direção do hospital faz um agradecimento especial aos profissionais da saúde.

“Gostaríamos de enaltecer o trabalho de cada profissional que se dedica e não mede esforços para que os pacientes possam ser acolhidos e recebam um atendimento de qualidade. A nossa gratidão e reconhecimento a todos vocês neste momento difícil de pandemia, que, em breve, tenho fé em Deus que vamos superar e voltaremos à normalidade”, ressaltou o provedor da Santa Casa de Marília, Norival Carneiro Rodrigues.

De acordo com Norival, a Santa Casa de Marília é um importante prestador de serviços do Sistema Único de Saúde. “Encerramos o ano de 2020 com 80% dos nossos procedimentos realizados via SUS. Vamos continuar garantindo esta assistência em saúde pública, primando sempre pela qualidade do nosso atendimento”.

Referência em média e alta complexidades, a Santa Casa de Marília tem se destacado em diversas especialidades médicas e serviços de assistência em saúde.

O hospital realiza mais de 33 mil sessões de hemodiálise por ano em pacientes com insuficiência renal e mais de 9 mil sessões de quimioterapia para pacientes em tratamento de câncer. 

Conta ainda com a moderna Câmara Hiperbárica, equipamento pressurizado destinado ao tratamento médico de oxigenoterapia hiperbárica, trazendo benefícios terapêuticos para pacientes com as mais variadas doenças, sendo um tratamento auxiliar aos antibióticos, cirurgias e importante para a cicatrização de feridas.

O serviço de Hemodinâmica dispõe de equipamentos modernos, fundamentais para diagnósticos e tratamentos precisos no que diz respeito a doenças cardiovasculares. Com plantão 24 horas, conta com atendimento referenciado e é porta de entrada para o Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) e Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros.

A Santa Casa de Marília possui também uma das únicas UTQs (Unidades de Tratamento de Queimados) do interior do Estado de São Paulo, onde a grande maioria dos pacientes atendidos são encaminhados pelo SUS.

Projetos

Sobre os projetos que estão sendo e serão colocados em prática, o provedor destacou o início da construção da nova cozinha e do novo refeitório, conquistada através de emenda do deputado estadual Vinicius Camarinha (PSB), no valor de R$ 1,65 milhão. “O nosso SND (Serviço de Nutrição e Dietética) hoje fica dentro do hospital. Agora, funcionando em área externa, poderemos ampliar nossa estrutura de atendimento com a ampliação do nosso Centro Cirúrgico”.

Espaço para acolhimento de pacientes do SUS, de Marília e região, também será construído com recursos próprios, em área anexa ao Complexo Ambulatorial “Bento de Abreu Sampaio Vidal”. “Muita gente de cidades vizinhas chega pela manhã e não tem onde ficar. Este será um lugar em que estas pessoas serão acolhidas”, enfatizou Norival.

“Em breve vamos começar a implantação do serviço de Radioterapia - ao lado do Complexo Ambulatorial ‘Bento de Abreu Sampaio Vidal’, complementando o atendimento oncológico, que já conta com consultas, cirurgias e duas salas de quimioterapia. Teremos ainda a ampliação e modernização da Ala de Oncologia - onde hoje funcionam a Diretoria, Faturamento, TI (Tecnologia da Informação) e Laboratório, bem como a implementação de novos serviços médicos e a revitalização do nosso Pronto Saúde”, salientou o provedor.

Programação de aniversário

Neste dia 22 de abril, a Santa Casa de Marília terá uma programação especial de aniversário. Às 9h, entrega simbólica de pães de mel com cartões em agradecimento aos profissionais da saúde será realizada e em seguida, os coordenadores de setores poderão retirar os mimos aos 1.280 funcionários no Departamento Pessoal da instituição. Às 9h30, acontece a inserção da foto do Sr. Milton Tédde - falecido no último dia 25 de fevereiro - na galeria dos provedores, com a presença de familiares do homenageado. E às 10h30, live será transmitida pelo Facebook, com explanações do provedor do hospital, Norival Carneiro Rodrigues.

Hospital filantrópico regional

A Santa Casa de Marília é atualmente um hospital filantrópico regional de grande porte, de nível terciário e referência para o SUS em especialidades e procedimentos de alta complexidade como ortopedia e traumatologia, cirurgia cardíaca e hemodinâmica, neurocirurgia, oncologia e terapia renal substitutiva, inclusive com a realização de transplantes renais.

Conta com serviços ambulatoriais em diversas especialidades como neurologia, oftalmologia, oncologia clínica e cirúrgica, nefrologia, ortopedia, cirurgia pediátrica, cardiologia clínica e cirúrgica, otorrinolaringologia, vascular, anestesiologia, urologia, cirurgia bucomaxilofacial, entre outros.

Atualmente, para atender a comunidade, a Santa Casa de Marília dispõe da seguinte estrutura: 199 leitos de internação, sendo 52 de UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) adulto e pediátrica, cardiológica e de queimados. O hospital conta com 10 salas no centro cirúrgico e 11 leitos de recuperação pós-anestésica.

O Pronto Saúde atende convênios, particulares e SUS referenciados. Como hospital estruturante, dentro do programa Santas Casas SUStentáveis, do Governo do Estado de São Paulo, a Santa Casa de Marília preza pela qualidade e segurança de seus pacientes.

A implantação do Escritório de Qualidade surgiu a partir de uma política centrada no CQH (Controle de Qualidade Hospitalar). Além disso, a Santa Casa de Marília está inserida no processo de Acreditação da ONA (Organização Nacional de Acreditação) e recentemente o hospital recebeu a Certificação “Ouro” do Cealag (Centro de Estudos Augusto Leopoldo Ayrosa Galvão), em reconhecimento aos grandes serviços prestados na área da saúde.

O Ambulatório de Tabagismo da Santa Casa de Marília é referência e atende pacientes gratuitamente, com índice de aproximadamente 60% de pessoas que conseguem largar o vício.

O atendimento da Santa Casa abrange uma população estimada de aproximadamente 1,3 milhão de pessoas, sendo referência para 62 municípios do DRS IX (Departamento Regional de Saúde).

Através do contrato de gestão, como OSS (Organização Social de Saúde), a Santa Casa de Marília administra o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) de São Carlos, oferecendo consultas e exames com utilização de alta tecnologia em equipamentos. O AME funciona como centro de diagnósticos e intervenções terapêuticas em mais de 20 especialidades.

Formação Médica

É importante lembrar que a Santa Casa teve também papel de destaque na formação de profissionais médicos, uma vez que serviu de campo para estágios dos alunos da Famema (Faculdade de Medicina de Marília) e ainda hoje, o hospital tem estágios para os residentes do Hospital das Clínicas nas especialidades de Nefrologia, Cirurgia Vascular e Neurologia. O Programa de Residência Médica da Santa Casa de Marília conta com vagas para Ortopedia e Traumatologia, Anestesiologia, Cardiologia e Medicina Intensiva.

História 

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Marília, instituição sem fins lucrativos, filantrópica e com sede em Marília-SP, é referência em assistência para toda a região. Fundado em 22 de abril de 1929, o hospital teve como seu primeiro provedor o Sr. Bento de Abreu Sampaio Vidal.

No início de seu funcionamento, a área física construída da instituição abrigava 18 leitos e apenas uma sala de cirurgia. Com o passar dos anos e com o crescimento populacional urbano, a necessidade de se incrementar novos leitos hospitalares foi sentida. A instituição, na pessoa do então provedor e dos demais membros da Irmandade, apoiou essa ideia e em pouco tempo já estava construído um pavilhão central destinado às internações, bem como o prédio que viria a abrigar a antiga maternidade.

Em 1956, assume a provedoria o Dr. Christiano Altenfelder Silva. Naquele mesmo ano foi construído o Pavilhão Infantil “Dona Antonieta Altenfelder”, em virtude de uma demanda emergente de atendimento às crianças. No ano seguinte, 1957, foi construído o Educandário “Bento de Abreu Sampaio Vidal”.

Em vista da crescente necessidade de mais leitos hospitalares, foi construído, em 1977, um novo pavilhão hospitalar e também o novo centro cirúrgico, áreas estas mantidas em funcionamento até os dias atuais.

Está instalada numa área de 25.000 m² e possui 19.870,01 m² de área construída. Conta com 250 médicos no seu corpo clínico e 1.280 funcionários.  





Fonte: Assessoria de Imprensa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis