Novos membros da Cipa tomam posse


Com nova formação e a proposta de reduzir acidentes no ambiente de trabalho, tomaram posse durante um encontro na última sexta-feira (27) os novos membros da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da Santa Casa de Misericórdia de Marília. De acordo com a nova presidente, o grupo pretende analisar os relatórios de metas da gestão anterior, para elaborar um novo plano de atividades.

A posse foi marcada por um encontro com a diretoria. A comissão passará a ser presidida pela enfermeira Elaine Cristina Salzedas Muniz, responsável pelo setor de auditoria de contas do hospital. O presidente anterior, terapeuta ocupacional kléber Renato da Silva Pelarigo, assume o cargo de vice-presidente.

A enfermeira destacou o trabalho desenvolvido pela equipe anterior, que em junho promoveu a 26ª Sipat (Semana Interna de Prevenção de Acidentes). O grupo ajudou na consolidação de programas que geraram excelentes resultados, como a redução de 26% nos acidentes com pérfuro-cortantes.

A comissão é composta por 22funcionários, eleitos pelos votos dos próprios colegas, para um mandado de um ano. Durante o encontro de posse, a diretoria da Santa Casa reiterou o apoio, para que a Cipa atue na promoção da saúde do trabalhador. “Vamos nos manter próximos da diretoria e dos funcionários, para que tenhamos condições de detectar necessidades e tomar medidas efetivas”, afirmou Elaine Salzedas.

Obrigatórias, previstas na legislação trabalhista, as Cipas podem ir além do preenchimento de simples formalidades. Na Santa Casa de Marília, como em qualquer hospital, os trabalhadores estão expostos a riscos físicos, químicos e biológicos. São mais de 600 colaboradores diretos, fora o corpo clínico (mais de 300 médicos) e colaboradores de empresas e serviços de saúde parceiros. Os registros notificados pela Cipa são liderados por acidentes de trajeto (trânsito, quedas, entre outros) e incidentes com instrumentos pérfuro-cortantes.





Fonte: Assessoria de Imprensa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis