Em atividade há mais de 50 anos, UTQ da Santa Casa de Marília é referência no Estado


Sala cirúrgica da unidade onde são realizados procedimentos como enxertos de pele

Em atividade há mais de 50 anos, a UTQ (Unidade de Tratamento de Queimados) da Santa Casa de Misericórdia de Marília é referência no Estado de São Paulo. Ao longo dos anos o setor passou por diversas mudanças e adequações, acompanhando a tecnologia e os avanços na área da medicina. Isso fez com que o atendimento fosse se aperfeiçoando e ganhasse em qualidade. 

A unidade está estruturada para receber pacientes com queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus. O espaço conta inclusive com sala cirúrgica toda equipada para a realização de procedimentos como enxertos de pele, por exemplo.

“Temos um tratamento de pacientes com queimaduras que segue a Portaria nº 1.273 do Ministério da Saúde, adotando sempre as boas práticas de medicina e o que há de mais moderno”, enfatizou a diretora técnica da Santa Casa, Ismênia Torres.

Convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde) é mantido pela Santa Casa de Marília na UTQ. Porém, o próprio hospital arca com despesas não cobertas, tendo em vista o grande número de curativos realizados em pacientes de longa permanência. “Utilizamos materiais de alto custo que ultrapassam o valor contratado”.

O cirurgião plástico da UTQ da Santa Casa, João Evaristo Puzzi Bono, ressaltou que a equipe de profissionais da unidade é muito importante para o sucesso no tratamento. “É muita gente trabalhando para que o resultado seja satisfatório, acima de tudo com humanização”.

Profissionais da UTQ da Santa Casa de Misericórdia de Marília

A equipe da UTQ conta com médicos cirurgião plástico, intensivista e pediatra, profissionais de enfermagem, além de garantir suporte nas áreas de Fisioterapia Motora, Fonoaudiologia, Terapia Ocupacional, Comissão de Cuidados com a Pele, Psicologia, Psiquiatria, Nutrição, Pedagogia e Serviço Social.

No caso de pacientes matriculados em escolas, acompanhamento é realizado com pedagoga, que aplica as tarefas, trabalhos e provas. Estas atividades são importantes porque geralmente as internações na UTQ são de longa duração. Desta forma, as crianças e adolescentes têm a atenção educacional adequada, evitando assim problemas no desenvolvimento escolar.

A UTQ da Santa Casa de Marília conta com oito leitos, sendo cinco adultos e três pediátricos. Os pacientes internados na unidade também recebem visitas de grupos como Viva e Deixe Viver, Plantonistas Por Amor e Klínica da Alegria. 

As internações na UTQ da Santa Casa têm a coordenação da CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Leitos de Serviços Saúde), ligada à Secretaria Estadual da Saúde.

História 

O atendimento às queimaduras na Santa Casa de Marília começou com metodização no final dos anos 1950 com o médico Nelson Piccolo (in memoriam). Estes atendimentos eram realizados em quartos isolados e depois em um salão próprio, todos dentro da enfermaria hospitalar. Os pacientes vinham de todo o Brasil. Começava o pioneirismo da Santa Casa nesta área.

No início dos anos 1980, a Santa Casa disponibilizou área reservada, que curiosamente utilizava o mesmo prédio no qual o hospital foi fundado, em 1929.

O local foi então denominado Unidade de Tratamento de Queimaduras e readaptado, de acordo com normas da Saúde à época. O médico Valter Batista ficou responsável pela unidade até o ano de 1993. Também integrou a equipe médica o profissional Mauro de Marchi.

O início dos anos 1990 foi marcado por mudanças e pela primeira vez se subespecializou a equipe de médicos, passando a ser composta pelo cirurgião plástico João Evaristo Puzzi Bono, pelo  intensivista Hugo Victor Coca Jimenez Carrasco e pelo pediatra José Manoel Costa Ribeiro, posteriormente substituído pelo também pediatra Marcelo Santilli. 

Nesta época, o hospital enfrentou grave crise financeira e mesmo assim os atendimentos aos queimados nunca cessaram.

Necessitando de melhorias na unidade, a direção da Santa Casa não mediu esforços e no dia 15 de outubro de 2008, auxiliada pelo Ministério da Saúde o hospital conseguiu um Termo Aditivo junto ao governo estadual para a reforma do prédio da UTQ, concluída em 31 de agosto de 2009.

Posteriormente, foram conquistadas as Certificações de Excelência em que a UTQ da Santa Casa foi reconhecida como Centro de Referência em Assistência a Queimados. Ambas foram publicadas no Diário Oficial do Estado de São Paulo e no Diário Oficial da União.

Em 14 de fevereiro de 2011 a UTQ da Santa Casa reabriu as portas e retomou o atendimento de pacientes encaminhados pela Central de Regulação de Vagas. 






Fonte: Assessoria de Imprensa da Santa Casa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis