Equipe da Cihdott da Santa Casa ministra palestra aos alunos da escola estadual Amílcare Mattei


Informações importantes sobre a doação de órgãos estarão sendo passadas aos estudantes

Equipe de enfermeiras da Cihdott (Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante) da Santa Casa de Misericórdia de Marília ministra palestra aos alunos da escola estadual Amílcare Mattei neste dia 1º de dezembro, a partir das 8h.

Na oportunidade, estarão sendo passadas informações importantes sobre a doação de órgãos aos estudantes do 1º ao 3º ano do ensino médio.

A enfermeira coordenadora da Cihdott, Marisa Regina Stradioto, ressaltou que os jovens devem saber que é fundamental informar os seus familiares sobre o desejo da doação de órgãos e tecidos. “No momento em que há a possibilidade da doação, a família precisa saber da intenção da prática deste ato de solidariedade do ente querido para poder autorizar o procedimento e assim beneficiar, em boa parte dos casos, mais de uma pessoa, com os posteriores transplantes”.

Também estarão na escola estadual Amílcare Mattei, divididas em três salas de aula, no dia 1º de dezembro, as enfermeiras Rubiana Gonçalves Konkiewitz, Tabata Neves, Micaele Cardoso, Tamyris Ribeiro, Silvana Silva de Oliveira e Alessandra Andrade Padovan.

Durante o Setembro Verde, campanha da qual a Santa Casa de Marília aderiu e realizou diversas atividades, foi destacada a grande quantidade de pessoas na fila à espera da autorização das famílias para fazer os transplantes de órgãos e como este ato nobre pode ajudar muitas pessoas a viver melhor. 

Além de panfletagem e palestras, o Setembro Verde na Santa Casa arrecadou brinquedos, posteriormente entregues a entidades assistenciais da cidade. A iniciativa visou estimular desde cedo o ato de solidariedade nas crianças, que em um futuro próximo também vão poder comunicar aos familiares a intenção delas em serem doadoras de órgãos.

A Cihdott

Por meio da Cihdott, a Santa Casa de Marília já vem fazendo a captação de órgãos. recentemente, procedimento foi realizado em paciente de 46 anos vítima de TCE (Traumatismo Crânio Encefálico) que veio a óbito.

Seguindo os critérios da OPO (Organização de Procura de Órgãos), fígado foi captado pelo Hospital de Base de São José do Rio Preto. Equipe da Urologia da Santa Casa de Marília fez a retirada dos rins e procedeu com a destinação correta destes órgãos, seguindo os protocolos da Central Nacional de Transplante.

Desde fevereiro deste ano, a Santa Casa também começou a fazer o procedimento de enucleação - retirada do globo ocular - após a constatação do óbito. 

O globo ocular é encaminhado para o Banco de Olhos, que faz a extração das córneas, destinando-as para transplantes a serem realizados conforme os critérios estabelecidos por uma central de regulação.      






Fonte: Assessoria de Imprensa da Santa Casa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis