Provedor da Santa Casa recebe título de cidadão mariliense nesta sexta



Empresário e atual provedor da Santa Casa de Misericórdia de Marília, Milton Tédde, 75 anos, recebe nesta sexta-feira (19) a principal homenagem da Câmara Municipal a personalidades de destaque que não nasceram na cidade. O título de cidadão mariliense será entregue em sessão solene, em reconhecimento ao trabalho de Tédde na iniciativa privada, entidades sociais e especialmente na área da saúde.

A homenagem foi anunciada em maio deste ano, logo após a premiação de Milton Tédde com o título de Melhor Administrador Hospitalar Emérito do Brasil, na categoria hospital filantrópico. O prêmio é conferido pela FBAH (Federação Brasileira dos Administradores Hospitalares), a principal entidade do segmento no país.

A proposta de tornar Tédde cidadão mariliense teve autoria do vereador Wilson Damasceno (PSDB) e foi aprovada por todos os membros da Câmara.  Em entrevista concedida às vésperas da sessão, Milton Tédde não esconde a felicidade. Ele agradeceu a homenagem e destacou a figura do delegado Damasceno, vereador reeleito com expressiva votação no recente peito. “O Wilson é uma pessoa que dignifica esse título. Fico ainda mais feliz sabendo que serei cidadão mariliense por indicação de um homem querido e respeitado na cidade”, disse o provedor.

Para Damasceno, a cidade reconhece o esforço desempenhado por Milton Tédde para viabilizar uma Santa Casa forte, estruturada e com amplo atendimento à rede pública. Conhece também o histórico de atuação beneficente, que ajudou a estruturar diversas instituições, que hoje prestam relevantes serviços principalmente à população mais carente.

O empresário dedica a homenagem à sua família, especialmente à esposa Bárbara Dabus Tédde. Durante mais de 50 anos de empreendedorismo na iniciativa privada, co-fundador e dirigente de entidades de Marília e, mais tarde, voluntário na área da saúde, o empresário sempre contou com a compreensão da família. 

“Não fosse o apoio, o carinho e força da minha esposa, que entendeu minha ausência e sempre me apoiou, não teria nem metade das realizações que tive. Por isso, dedico mais esse título primeiramente à minha família”.

A administração da Santa Casa de Marília está entre as empreitadas mais bem sucedidas de Milton Tédde. Há 30 anos ele atua como voluntário na Irmandade, porém nos últimos cinco anos, depois que assumiu a provedoria, teve atuação determinante para a atual situação de estabilidade financeira do hospital. “Compartilho essa homenagem com os membros da irmandade, diretoria e colaboradores. Acredito que esse reconhecimento leva em conta o que tenho feito em prol da Santa Casa, e não tenho feito sozinho”, afirma. A sessão solene será nesta sexta-feira, a partir das 20h, na Câmara Municipal. 

Biografia

Nascido em Rincão, na região de Araraquara, Milton Tédde tem 75 anos e mora em Marília desde a adolescência. São mais de 54 anos dedicados à arte de administrar. O início da vida profissional foi muito cedo: aos onze anos, começou a trabalhar como “mascate”. O espírito empreendedor fez com que, seis anos depois, assumisse sua própria alfaiataria, já em Marília.

Em alguns anos Tédde inaugurava sua primeira loja de tecidos. Vendedor nato, fez com que o estabelecimento prosperasse em pouco tempo. Na época em que a compra de tecidos era comum e a confecção de roupas ocorria fora das fábricas, não demorou  para que a rede somasse quatro lojas de tecidos e confecções. 

Em 1975 conquistou o título de “Comerciante do Ano”, em uma eleição popular. O empresário atuou por dez anos na diretoria da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), também presidiu o Sindicato Patronal Rural de Marília e ainda participou da diretoria do MAC (Marília Atlético Clube). 

Como voluntário, atuou em várias entidades: foi presidente do Lions Clube de Marília por dois mandatos, tesoureiro e presidente da Legião Mirim, entidade dedicada à formação profissional de jovens adolescentes.

Tédde iniciou sua atuação na área da saúde pelo conselho da fundação mantenedora da Famema (Faculdade de Medicina de Marília). Em 1982, ingressou na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Marília. Pouco tempo depois assumiu o cargo de segundo secretário e por doze anos foi o primeiro secretário da mesa administrativa. Em 2000 foi eleito vice-provedor e desde 2007 é o provedor da Santa Casa.

Além de 30 anos de dedicação ao maior hospital filantrópico da região de Marília, em 2011 Milton Tédde assumiu a diretoria administrativa e financeira da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Estado de São Paulo).




Fonte: Assessoria de Imprensa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis