Criado na Santa Casa, “Amigos do COM” comemora primeiro aniversário


Um café da manhã no salão de reuniões da Santa Casa de Misericórdia de Marília, no último dia 20, marcou o primeiro ano de atividades do grupo “Amigos do COM”. Pelo menos 50 pessoas, entre pacientes e ex-pacientes da oncologia, familiares, médicos e profissionais das equipes multidisciplinares participaram do encontro. Os voluntários comemoram o sucesso da iniciativa, que tem contribuído para melhorar a vida de pessoas que lutam contra o câncer.

A “associação do bem” ainda não tem razão social, cadastro de pessoa jurídica ou diretoria constituída, porém já tem o mais importante: um histórico de serviços prestados. O grupo começou a ser articulado por iniciativa dos próprios pacientes, com apoio do cirurgião plástico Léo Pastori Filho.

Médico do COM (Centro de Oncologia de Marília), instalado na Santa Casa, Pastori Filho é responsável pelas cirurgias de reconstrução mamária, que está devolvendo a autoestima de mulheres que lutaram e venceram a doença. Durante o café da manhã, o médico tirou dúvidas sobre a cirurgia e tratamento, destacou a importância do trabalho voluntário, da família e do envolvimento de outros profissionais com as ações do grupo.

Há um ano, mulheres como a dona de casa Rose Fernandes, a funcionária pública Letícia Muzzi e a auxiliar de enfermagem Corina Rúbia, dão força para outros pacientes através de um trabalho amplo, que começa no ambulatório. “Na prática só estamos organizando uma coisa que já era feita; duas pessoas numa sala de espera, no mesmo tipo de tratamento, costumam conversar, trocar ideias, dar dicas. Agora isso é feito em grupo”, explica Corina.

A missão do “Amigos do COM” é promover encontros quinzenais, visitas a pacientes acamados e nas residências, intercâmbios com outras entidades e participação em ações sociais como a campanha McDia Feliz, coordenada nacionalmente pelo Instituto Ronald McDonald.

Rose, uma das mais ativas participantes, conta que nada seria possível sem o apoio do corpo clínico e funcionários da Santa Casa. “O doutor Léo nos ajudou muito desde o início. A ideia é aproveitar que temos médicos e profissionais maravilhosos, que nos apoiam, e fazer o grupo crescer, para ajudar mais pessoas”, afirma.

Os temas das reuniões são variados. Assistência previdenciária, direitos universais de acesso ao tratamento, exames, por exemplo, são tratados nas reuniões. Conforme explica a assistente social Cristiane de Oliveira, que integra o setor na Santa Casa de Marília, até questões previdenciárias são pertinentes nos encontros e visitas do “Amigos do COM”.

“Ás vezes o paciente se vê em meio a um tratamento complexo, interrompe sua rotina bruscamente e não procura seus direitos. Não sabe que pode sacar recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e desconhece a assistência previdenciária”, explica Cristiane.

Serviço – Mais informações sobre como colaborar, fazer parte ou participar das reuniões podem ser obtidas pelo telefone 3402-5555 (ramal 5660).





Fonte: Assessoria de Imprensa
Comentarios do Facebook:



Links Úteis